terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Um desejo, uma oração

O que pensar sabendo que a vida continua em meio às tempestades revoltas que a vida findou.

Mesma distante ou perto, sinto –me como um descaso, necessitando e correndo nas veias encontrar justiça de pelo menos fazer ações,sentindo-se ainda prisioneira,querendo correr para estar perto de algo que também parece meu.
Gostaria de poder reorganizar as horas, como num filme em que há máquina do tempo, mas a realidade é outra...quão difícil saber que existe ela
Defina-se não compreender, pois para ainda manter o sopro da vida, a força de viver, compreender é o detalhe menos compatível.
Quem me dera lá poder conceber palavras, ou somente um afago, como se quisesse abraçar todos, querer tirar com a mão todas as dores
Mas o que de tudo desejaria seria fechar eternamente esses lugares de penumbra e escuridão, com eles vazios, tendo assim a verdadeira essência, com o nome corrigido para “casa da noite dos horrores”.Infelizmente a armadilha desses confins, utilizam de luzes, delas coloridas,confundindo a juventude achando ser a luz no fim do túnel, mas ela, a casa, fazendo ser tão falsa seus desejos.
Todas as falas se calam, pois rios correm o amargo que um dia o homem inventou um aperto para se chamar diversão, um amor que faltou em corações fechados com uma pequena abertura apenas para lucros verdes.
Sinceramente minha fala também escorreu, busco no silêncio respostas.
Dói e corrói, pois Deus nunca negou amor, demasiadamente repetiu a seus filhos sobre amar.Que deixassem apenas o autor assinar em sua obra, tenho certeza que entenderiam a grandeza dessa palavra.
Realmente não se espera nada de nós seres humanos, nosso Criador pagando o preço de cada pecado, escorrendo sangue de um coração que sofria e por fora o vermelho que vertia, haviam pessoas que riam, o condenavam,mas foi por AMOR e o mais curioso que essa palavra seja representada pela cor vermelha, vermelho é sangue do amor.
Eu apenas aguardo, que mesmo que o tempo chegue e ele passe, todos aqueles celulares que naquela noite tocaram em desespero, nunca mais vibrem, pois a justiça foi feita e familiares ficaram em paz.Assim eu desejo.Amém

2 comentários:

Lys Fernanda disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lys Fernanda disse...

Isabelle, sou muito grata por você. Deus sabe quão alegre fiquei ao ler seu comentário. Volte, eu estarei esperando.

Quanto ao seu texto, querida, seu lado humano continua intacto, como Deus criou. Há pessoas fazendo piadas no twitter com essa tragédia, crianças hipócritas, mas, filhos, frutos dessa sociedade, onde infelizmente fazemos parte e que de alguma forma nos ocultamos.
Quem sabe escrevendo, você suas doces palavras e eu minhas críticas forradas de indignação e sede de justiça, mudança. consigamos fazer alguma diferença. Acredito que o teu sentimento é o mesmo!